Mudança de hábito
23/4/2008

O corpo costuma dar sinais de que algo esta funcionando fora do eixo. Uma alimentação correta pode ser o primeiro passo para colocar ordem nesse caos.

A era dos "viciados em trabalho" está com os dias contados.

É cada vez maior o número de pessoas que buscam qualidade de vida. O resultado do estresse do dia-a-dia se traduz no corpo: irritação constante, falta de disposição, cansaço. Aliados ao sedentarismo e a uma alimentação pouco balanceada, o organismo começa a dar sinais de alerta. Os níveis de colesterol no sangue aumentam, assim como as chances de doença no coração, por exemplo. Mas tentar estabelecer um ritmo de vida mais saudável nem sempre é fácil. Para o psicólogo João Roberto Vieira, que atua há 12 anos com programas de qualidade de vida dentro das empresas, as pessoas tem dificuldades em incorporar novos hábitos.

O caminho na busca pela a qualidade de vida pode ter início com um melhor gerenciamento do tempo. "É preciso começar o dia com uma caminhada ou alongamento e reservar espaço, nos finais de semana, para o lazer", explica Vieira. O exercício ajuda até mesmo em uma boa noite de sono.

A alimentação balanceada também tem seu peso neste processo. Evitar comidas com muitos aditivos químicos é um bom começo. É importante, ainda, estabelecer horários rígidos, sendo o café da manhã umas das principais refeições do dia. Leite, queijo, manteiga, pão e frutas são alimentos que não devem faltar à mesa. O resultado é uma melhor disposição para trabalhar, encarar o estresse e lidar com as dificuldades do cotidiano.

voltar
Interpágina